Rendas

As rendas são itens obrigatórios para qualquer ateliê de costura e permitem agregar romantismo, sofisticação e elegância a diversas peças, sejam elas de vestuário ou artesanatos diversos!

A renda nada mais é do que um pequena mistura de pontos entrelaçados, que permite uma característica parecida a de um bordado. As tramas são minuciosamente desenhadas, agregando diversos tipos de formas.

Uma das mais recorrentes é as que forma desenhos de flores, bem como barras e pontas essencialmente bem detalhadas.

A renda guipir é uma das mais queridinhas no mundo da moda, principalmente por conta de sua delicadeza, que permite uma mesca entre o crochê e o bordado.

Trata-se de um tipo de renda um pouco mais elaborada, com delicados vazados de crochê.

Por ser um tipo de renda com maior riqueza de detalhes, ela é bastante usada para compor detalhes em peças de vestuário – uma das apostas que o cenário da moda tem trazido com força nos tempos atuais, é o seu uso nas costas, agregando uma leve transparência para blusas ou vestidos, por exemplo.

Ela também é bastante recorrente em acabamentos, como no caso de véus de noiva, barras de peças como shorts ou saias, entre outros – esse uso é uma forte tendência das passarelas de moda de todo o mundo!

Já a renda de algodão é ideal para vários tipos de acabamento, inclusive o de peças artesanais focadas em decoração, como panos de prato, barrinhas de tolhas, pelas mais delicadas para decorar a casa, entre outros.

Elas também possuem um excelente acabamento e uma grande variação de cores, espessuras, tamanhos, e até mesmo formas!

A versatilidade das rendas é algo que enrique ainda mais o universo dos trabalhos de costura e outros tipos de artesanato, ajudando a proporcionar ainda mais requinte e riqueza de detalhes!

A dica é ter uma boa variedade de rendas no seu ateliê, possibilitando que você possa fazer diversos testes de acabamentos diferentes para suas peças – que poderão ser ainda mais exclusivas, e claro, lindas!

Rendas

 

As rendas podem ser definidas como uma mistura de pontos diferentes entrelaçados, ou seja, a junção de várias linhas com as mais diversas formas e espessuras que dão um aspecto único para as peças produzidas.

 

Desse modo, é muito importante conhecer as especificações das rendas, entendendo como elas podem ser inseridas no dia a dia da população em geral, sendo um item obrigatório para quem trabalha dentro do mundo da costura.

 

Motivo disso é que esse tipo de aviamento consegue se adaptar em vários objetos e contextos diferentes, uma vez que as formas, cores e estampas também variam, podendo ser colocadas em roupas, objetos decorativos, entre tantas outras opções.

 

Quais as principais características das rendas e como elas podem ser classificadas?

 

As rendas tem como uma das principais características e qualidades a delicadeza que elas passam para o mundo externo. Motivo disso é que as rendas possuem um traçado que pode ser fino, garantindo essa qualidade quando comparada com outros tipos de aviamentos.

 

Um aviamento pode ser definido como um objeto de costura que pode assumir dois objetivos principais: a eficácia e a estética.

 

A eficácia é a finalidade que ela tem para funcionar de fato, a exemplo de complementar uma roupa. 

 

A estética está relacionada com as definições que ela pode assumir para melhorar o visual da roupa, sendo um artefato perfeito para as rendas, que conseguem oferecer uma imagem de delicadeza e elegância ao fazer parte de roupas e artesanatos.

 

Por tudo isso, é possível afirmar que as rendas são um tipo de aviamento bastante requisitado e útil dentro do mundo da costura, conseguindo suprir uma série de necessidades tanto no complemento quanto na beleza do produto.